A importância do logotipo

May 16, 2018

Logotipo desenvolvido para a Plustag

A importância do logotipo

Para ser reconhecida no mercado, uma empresa precisa ter uma assinatura, um logotipo, que consiga chamar e reter a atenção do consumidor. Porém, a importância do logotipo vai além de simplesmente “mostrar” a marca, ele precisa traduzir a missão, os valores, a visão e a razão de ser da empresa, deve também transmitir visualmente a personalidade da marca. Para assegurar que o primeiro contato com o consumidor seja positivo e se diferenciar em um mercado cada vez mais competitivo, é fundamental criar uma assinatura institucional forte.

Infelizmente, o baixo investimento no primeiro ano de uma empresa muitas vezes compromete a criação de uma identidade visual, o que é prejudicial para a imagem da organização. Por essa razão, as primeiras prospecções são realizadas com materiais incapazes de expor a seriedade, o profissionalismo e o comprometimento que a empresa busca alcançar. Além disso, a pouca verba disponível e destinada para a criação de um logotipo resulta na contratação de profissionais pouco qualificados para

criar a assinatura adequada, capaz de refletir os preceitos e os princípios da empresa para o público consumidor e para os seus concorrentes.

É imprescindível ter um logotipo que possibilite uma boa comunicação, que consiga gerar lembrança entre os consumidores sempre que visualizarem determinada marca.

A construção de uma assinatura institucional forte depende inteiramente da contratação de um profissional competente, que entende a importância do logotipo para uma empresa se destacar no mercado. É primordial buscar um profissional capacitado, que entende que cada empresa é única e tem o seu público consumidor, que procura se manter atualizado e oferece um serviço especializado, atendendo as necessidades específicas do cliente.

O logotipo é a tradução visual da empresa, ele compõe a personalidade da marca e faz o público reconhecê-la mesmo sem, muitas vezes, estar em frente ao produto. O simples fato de escutar o nome da marca ou de algum de seus produtos gera lembrança e consequentemente o logotipo em questão aparece claramente em nossa memória. Para não confundir o público, o logotipo precisa ser simples e objetivo, não deve ser muito complexo, com muita informação. É preciso transmitir a personalidade da marca com clareza, de modo que simplifique a memorização por parte do consumidor.

Grandes marcas são acompanhadas de logotipos fortes e com uma excelente capacidade de fixação no cérebro do público consumidor . O simples fato de escutar o nome Apple traz a memória todos os produtos que a empresa oferece, além de trazer junto a lembrança do logotipo da empresa, a maçã mordida. O ato de associar o logotipo aos produtos ou serviços de uma marca reflete o poder que existe na assinatura institucional de uma marca.

A criação de um logotipo implica em um extenso trabalho de pesquisa por parte do designer.

É um equívoco pensar que para alcançar a assinatura ideal, que condiz com a personalidade da empresa, basta um programa de edição de imagem e meia hora em frente ao computador. O trabalho de um designer envolve teoria, semiótica, composição e psicologia das cores, pesquisa do público-alvo – para entender e satisfazer as suas necessidades –, análise de tipografia, da melhor fonte para compor o logotipo e um estudo minucioso para chegar a um conceito de marca que se enquadre com os princípios da empresa.

Para facilitar a identificação, a assinatura institucional de uma empresa deve ser simples, sem conter informações desnecessárias. Um logotipo com elementos em excesso, com muita informação – mistura de cores ou fontes – passa uma sensação de desorganização e pode confundir o consumidor, o que dificulta a lembrança e a fidelização da marca. O logotipo precisa ser a combinação perfeita entre símbolo e texto, entre o ícone que mostra a cara da empresa e o seu nome de fato. Uma tipografia uniforme gera conformidade e harmonia visual, as informações combinam, o que facilita a identificação e memorização da marca escrita na sua fonte específica.

A famosa frase “na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma", do célebre químico francês Antonie Lavoisier, considerado o pai da química moderna, adaptada pelo comunicador da TV brasileira popularmente conhecido como Chacrinha para “na televisão nada se cria, tudo se copia” não serve como base para influenciar o trabalho de um designer. Para o designer, cada projeto precisa ser único, sempre atendendo as necessidades do cliente e seu público-alvo, obviamente.

É essencial entender a importância do logotipo e procurar referências para assegurar que o resultado final é o mais adequado para a marca.

O grande desafio do designer é criar diferentes assinaturas para clientes distintos, sem copiar outras marcas ou utilizar layouts sempre semelhantes em seus trabalhos. É importante manter um itinerário, uma espécie de roteiro, para seguir o mesmo padrão de criação em todos os projetos. Contudo, também deve-se diferenciá-los e criar cada um de forma independente, com o seu próprio layout.

A identidade visual de uma marca precisa ser elaborada de modo que não exista a necessidade de alterá-la inteiramente em nenhum momento, durante a sua existência. Para fins de atualização, pequenas alterações no logotipo são sempre bem-vindas, pois assim como o consumidor evolui e se atualiza, uma marca também deve se manter atualizada em todos os setores para sobreviver em um mercado cada vez mais competitivo.

Um exemplo que comprova a importância de manter a assinatura de uma marca atualizada, porém sem modificar a sua essência, é o logotipo da Coca-Cola, que com mais de 130 anos de existência manteve-se quase o mesmo, sofrendo apenas breves ajustes justamente para renovar a marca conforme o mercado de cada época, e o consumidor, evoluíam.

O logotipo oferece ao consumidor a primeira impressão sobre determinada marca, é crucial garantir que esse primeiro contato seja agradável, afinal de contas, a primeira impressão é a que fica, quase sempre, pelo menos.

Visualmente, um logotipo diz ao consumidor o que ele pode esperar do produto ou serviço que uma marca oferece. Ele exibe uma personalidade, um ideal e uma história de fundo que o público reconhece. Um logotipo icônico que se destaca frente a concorrência é simples, distinto, inovador, memorável, relevante e adaptável.

Não se deve menosprezar a importância do logotipo, não importa o produto ou o serviço que a empresa oferece, a sua identidade visual tem o poder de atrair visualmente, educar, estimular e provocar emoção no público o consumidor. Na hora de desenvolver o logotipo, é indispensável deixar a tarefa nas mãos de profissionais formados e atualizados, que oferecem um serviço com a qualidade que a imagem da sua marca precisa.

Designer

Jackson Goestemeier é graduado em Design Industrial e pós-graduando em Inovação. É proprietário e designer no Estúdio Nômada.